segunda-feira, 21 de abril de 2014

Polícia prende falsa banda Gasparzinho, do sucesso ‘Vai no Cavalinho’

Mais uma vez acusação de plágio termina em delegacia e quase se transforma em tragédia em uma cidade do interior de Minas Gerais. Um Um show anunciado como sendo da Banda Gasparzinho, do sucesso “Vai no Cavalinho”, terminou com quebradeira feita pelo público e a prisão do empresário e do vocalista do grupo na madrugada de domingo (20).

O evento era realizado no espaço Garage Hall, em João Monlevade, no interior de Minas Gerais, quando após o show de abertura o público foi surpreendido pela apresentação de uma banda “genérica”.

Era na verdade a banda Forró Gasparzinho, que existe registrada com esse nome, mas foi anunciada como sendo a original. Inclusive, no contrato apresentado pelo organizador do evento, Antônio Taveira, está escrito no espaço do nome do artista: “Gasparzinho (original)”.

Antônio Taveira diz que foi enganado e se considera vítima do grupo. Com isso teria acumulado um prejuízo de R$ 70 mil, dos quais R$ 23 mil são referentes a adiantamento pago como parte dos R$ 50 mil do total cobrado pela banda.

Durante a confusão, cerca de 1.700 pessoas estavam na casa de shows. Eles pagaram ingressos com preços que variam de R$ 30,00 a R$ 40,00. O organizador da festa diz que não sabe como fazer para devolver os valores à maioria das pessoas que compareceram ao Garage Hall. Ele afirmou que não tem como saber, no caso do pessoal da pista, quem tinha ingresso ou não. Para os do camarote, aqueles que guardaram as pulseiras, consegue-se identificar para ressarcir as pessoas.


Segundo Antônio Taveira, alguns inclusive foram reembolsados ainda na madrugada deste domingo depois que o tumulto provocou a interrupção do show. Já nesta manhã, quando a reportagem do ‘Última Notícia’ esteve no local, um casal usando as pulseiras do camarote buscava informações com um segurança sobre a forma para receber de volta o dinheiro pago.

Para Antônio Taveira, o maior prejuízo é ter seu nome envolvido no escândalo. “Se eu perdesse R$ 50 mil não tinha problema. Mas agora perdi a credibilidade do meu nome”, lamentou.

De acordo com o organizador do show, bastaram 30 segundos para que o público percebesse que a banda não era o Gasparzinho esperado. “Foi ele [o vocalista] subir no palco e abrir a boca que o público começou a vaiar e quebrar tudo”, contou.

De acordo com Antônio Taveira, antes de subir ao palco, o vocalista chegou a fazer com canetinha uma tatuagem que o cantor da banda Gasparzinho teria no braço direito com o nome Yasmin. Este detalhe era visível no cartaz de divulgação da festa.

Os rumores de que a banda Gasparzinho original não se apresentaria em João Monlevade começaram no início da semana passada. A reportagem do ‘Última Notícia’ recebeu esta informação e verificou que não havia programação de data para João Monlevade neste sábado (19) no site da banda.

Em contato com produtores do evento, foram apresentados documentos em que havia informação de que se tratava da banda Gasparzinho verdadeira. Inclusive referente ao registro de marcas e patentes, além do contrato onde também constava a afirmação “original”.

Desde a madrugada, o empresário Carlos Henrique e o vocalista da banda, cujo nome não foi divulgado, estão detidos na delegacia de polícia em João Monlevade. O restante da banda conseguiu fugir com o ônibus do grupo deixando o local do evento durante o tumulto.

De acordo com o delegado Thiago Araújo Costa, responsável por conduzir o flagrante, até o momento apenas as pessoas que figuram como vítimas e algumas testemunhas foram ouvidas. A oitiva do suspeitos transcorrerá ao longo do dia.

Carlos Henrique aceitou conversar com nossa reportagem e afirmou que a banda contratada chama-se Forró Gasparzinho e, segundo ele, os organizadores do evento sabiam disso. Questionado sobre o que fará diante da acusação de que agiu como falsário, ele disse que outras declarações só serão feitas na presença de um advogado.

Conforme publicação do site 'Última Notícia'.

Foto: divulgação
sexta-feira, 18 de abril de 2014

URGENTE! Após a prisão de Marco Prisco, PM pode entrar em greve novamente


Capitão Tadeu pede para que os policiaismilitares parem as atividades

Após a prisão do líder grevista Marco Prisco, nesta sexta (18), alguns Policiais Militares já estão anunciando o desejo de retornar a greve. Segundo mensagens que já estão sendo espalhadas pelasredes sociais, os policiais estão se sentindo traídos pelo governo que , fez um acordo com Prisco para o fim da greve.

Em entrevista a rádio Sociedade da Bahia, o Capitão Tadeu pediu para que os policiais parem imediatamente as atividades. Ele provavelmente assuma a liderança de uma nova greve. No Facebook, o Capitão também já se manifestou. ”Dessa forma, neste momento, por exigência dos policiais e bombeiros militares, saio da condição de moderador do movimento reivindicatório e assumo a liderança do mesmo. Assim sendo, conclamo toda a tropa para suspender as atividades IMEDIATAMENTE até que o governo providencie a soltura de Prisco”, escreveu ele.


Motorista de 21 anos sofre acidente e morre ao se distrair lendo mensagem no WhatsApp


Uma mulher de 21 anos morreu após sofrer um grave acidente de carro. Segundo autoridades, ela se distraiu enquanto lia uma mensagem no aplicativo de celular WhatsApp.

A alemã Gamze Yilmaz havia ganhado ocarro de seu pai apenas duas semanas antes do acidente fatal. Ela faleceu após colisão com outro veículo na região de Vestfália, na Alemanha.

Uma mulher de 58 anos e um homem de 62 anos, ambos no outro carro envolvido, ficaram gravemente feridos após o acidente.

A família da jovem se disse devastada com a notícia de sua morte. A polícia confirmou que a garota não notou a curva enquanto prestava atenção na tela do celular.



Gamze Yilmaz perdeu o controle do carro e morreu em acidente quando lia mensagem no WhatsApp.

Fonte: Daily Mail

Três morrem e um fica gravemente ferido em acidente com ônibus na BR-101.


Três homens morreram e uma mulher ficou gravemente ferida no início da manhã desta sexta-feira (18) em uma batida entre um carro e um ônibus na BR-101, trecho do município de Itamaraju, no extremo sul baiano.
Segundo informações do site Radar 64, um veículo modelo Fiat Pálio, com quatro pessoas, bateu de frente com um ônibus da empresa São Geraldo. Morreram o enfermeiro Paulo Vítor Brito Carreiro, de 26 anos e Alberto de Souza Silva, 29. A terceira vítima ainda não tinha sido identificada. Emilly Souza, 21, precisou ser resgatada das ferragens e está internada no hospital municipal de Teixeira de Freitas com diversas fraturas.

Ainda não há informações sobre as causas do acidente. Na noite desta quinta (17) duas pessoas de uma mesma família morreram e três ficaram com ferimentos graves, após acidente também na BR-101, próximo à Itamaraju.
quinta-feira, 17 de abril de 2014

LUAN SANTANA HUMILHOU SEU FÃ NO FACEBOOK


Ao postar uma foto em sua fã page no facebook Luan Santana foi criticado por um fã , e em resposta mal educado respondeu ao fã, se tratando de uma pessoa publica acho que por parte dele deveria ou de quem administra sua pagina, haver mais respeito ignorando as criticas, afinal pessoas publicas sempre vão ser elogiadas e criticadas. O que vocês acham, faltou respeito por parte dele, ou ele estar correto em humilhar quem comentou algo que ele não gostou ? quero a contribuição de vocês para esse debate.

Orgia em festa em Gandu será investigado pelo Ministério Público

O “Libertty Fest Car”, que em português quer dizer “Liberdade Festa Carro”, foi realizado por um produtor de prenome Ney Lima, residente no município de Presidente Tancredo Neves. O evento que teve a participação de um “Gogo Boy” e uma “Gogo Girl”, virou polêmica e se tornou o assunto mais comentado nas redes sociais durante toda esta segunda-feira, 14.

Imagens feitas durante a realização do evento mostram explicitamente atos obscenos e um exagerado atentado ao pudor praticado por parte dos dois profissionais contratados pelo organizador do evento. De acordo com pessoas que estavam no local e constatadas em vídeos gravados, o “Gogo Boy” contratado chegou a ter relações sexuais em público, sem se preocupar com a presença das pessoas. As imagens que se espalharam pelo celular, através do WhatsApp, gerou muita indignação nas pessoas e muito provavelmente o caso será levado ao Ministério Público. A intenção é que tanto os organizadores, quanto os apontados nos atos respondam Judicialmente pelo caso. (Giro em Ipiaú)

Grave acidente entre viatura da PM e carro de passeio deixa um policial morto e outro ferido

Um grave acidente foi registrado na tarde desta quarta-feira (16), por volta das 15h30 na BA-650 rodovia que liga Camamu ao distrito de Travessão. O acidente aconteceu após um veículo Fiat Uno cor azul de placa ignorada, ao invadir a contramão da pista numa curva e bater frontalmente com a viatura que capotou varias vezes.

Tudo foi testemunhado por um motorista que seguia atrás do veículo
a guarnição a poucos quilômetros do Orojó, comunidade pertencente ao município camamuense. Este trágico episódio automobilístico, resultou na morte do policial militar, Roberto Santana Alcantra que morreu na hora. O corpo do policial foi encaminhado para o DPT de Valença e em seguida deve ser liberado para a família realizar o sepultamento.
O soldado militar Alcantra como era carinhosamente tratado pelos colegas da corporação tinha 18 anos de serviços prestados à corporação, no momento estava acompanhado de outro policial que sofreu apenas ferimentos leves.



Segundo o Sub. Tenente da polícia militar de Camamu, Erisval Gomes da Silva (LILICO), a guarnição foi acionada por um cidadão que teve sua moto tomada de assalto na zuna rural do município. “Mesmo com a greve da” polícia militar baiana, nós não medimos esforços para atender a ocorrência do cidadão que procurou a autoridade policial que por sua vez e deve ter uma resposta imediata, infelizmente durante esta diligência ocorreu tudo isso onde perdemos um pai de família e sobre tudo um grande policial’’, desabafou o Tenente.
O motorista do carro Fiat Uno que causou o acidente fugiu do local sem deixar pistas, suspeita-se que o mesmo tenha cochilado ao volante e estava sob o efeito de álcool.
Policias das cidades de Ituberá e Igrapiúna deram apoio os colegas de Camamu e resguardavam o local do acidente até a chagada da Policia Rodoviária Estadual para fazer a desobstrução da pista, já que os veículos envolvidos na tragédia continuavam no meio da pista.


Buscar Notícia

Carregando...

Curta nossa Pagina no Face

Notícias do Mundo

Loading...